Mulheres menina de namoro

Minha ex não é quem eu pensei que ela fosse. E tudo bem.

2020.11.26 13:54 reallyuglydoodles Minha ex não é quem eu pensei que ela fosse. E tudo bem.

Eu namorei com a Laura por uns 3 anos. Terminamos no começo de 2020, e semana passada ela veio me ver aqui em casa porque foi meu aniversário.
E isso aconteceu basicamente porque eu e a Laura mantemos a amizade, mesmo depois do término. Reconhecemos que somos pessoas muito importantes pra vida um do outro e que mesmo nosso namoro não tendo dado certo, ainda podemos ser amigos. E somos mesmo. Já tem quase um ano que a gente não está mais juntos mas mesmo assim, ela ainda me considera o suficiente pra vir me ver no meu aniversário e e ainda trazer um presentinho.
(Eu sei que estamos no meio de uma pandemia, mas já fazem meses que eu tô trancado em casa levando essa quarentena à serio e a Laura literalmente foi a única visita que eu tive nos últimos seis meses, e só porque foi meu aniversário mesmo).
Até aí, tudo certo. O questionamento começa quando eu pergunto se o atual namorado dela está de boa com ela vir visitar o ex-namorado. E pra minha surpresa, ela disse que o namorado não precisava saber que ela estava lá, que é mais fácil ela omitir esse fato, pediu até pra gente não tirar fotos pra não ter perigo delas acabarem caindo num Instagram da vida e o atual dela ver.
Cara, isso me deixou um tanto incomodado. Me fez pensar em quantas vezes ela deve ter feito o mesmo comigo enquanto a gente namorava. E o pior é que nem passava pela minha cabeça. Não que eu ache que ela alguma vez chegou a me trair nem nada do tipo, porque eu realmente confio muito na palavra dela e ela sempre diz que nunca teve nada com ninguém, e eu confio nela. Mas a questão justamente é que esse tipo de atitude dela enfraquece essa retórica, não é?
Sei lá, pareceu a ação de uma pessoa totalmente diferente daquela que eu namorei por vários anos. Eu não estou aqui pra crucificar a menina e me pintar como um santo que nunca errou na vida, mas eu realmente fiz um esforço pra ser sincero. Se eu queria ver alguém específico, eu estava confortável para dizer isso à ela e achava que o contrário também era verdade.
Essa ação dela me fez repensar tantos momentos no nosso namoro que poderiam ter uma interpretação ambígua, mas eu sempre dava a palavra dela como fator guia e todo o resto não importava. Tantas vezes em que ela foi "tomar um sorvete com uma amiga" e sumia por umas 3 horas, ou "a chefe dela disse que ela tinha que terminar aquele projeto logo e ela ia ter que fazer hora extra". Eu sempre aceitei esse tipo de coisa numa boa. Até porque eu pensava se ela quisesse fazer algo tipo ir ver alguém, ela simplesmente diria.
Isso me lembra aquela história de "a pessoa que sempre acha que você está traindo ela provavelmente está traindo você", sabe? Durante nosso namoro, eu tinha que basicamente dar um relatório do que estava fazendo o dia inteiro, qualquer contato com alguma pessoa que não fosse ela gerava uma crise de ciúmes, me isolei de um monte de gente porque "ela não gostava deles". Agora só vejo que ela estava espelhando seu mau comportamento em mim, sendo que eu nunca nem cheguei perto de fazer qualquer coisa parecida com o que ela fez. Nunca nem saí de casa sem que ela soubesse.
Eu nem acho que ficaria muito chateado se ela de fato estivesse me enganando esse tempo todo porque eu sou um cara muito flexível com namoro e meio que aceito que quando se está num relacionamento, existe o risco real da pessoa te trair independente do quão boa você seja pra ela. Mas isso sou eu - o namorado dela provavelmente não pensa como eu e fazer esse tipo de coisa com ele não é justo.
Dada a nossa história, eu não chego a desdenhar dela nem nada do tipo. Ainda acho ela uma garota maravilhosa, e não me arrependo nem um pouco do meu namoro com ela. Mas com certeza tirei ela daquele pedestal, onde só via ela como uma mulher angelical e perfeita que sempre era sincera comigo, e agora vejo ela muito mais como uma pessoa muito boa, mas com algumas características questionáveis. E sabe, tudo bem - eu me enquadro nesse aspecto também.
submitted by reallyuglydoodles to desabafos [link] [comments]


2020.11.19 01:20 prietoeu Eu virei oque eu sempre odiei

tl;dr
Eu me achava um cara feliz, 23 anos nas costas, trabalhava, me motivava e me cobrava mt a melhorar em tudo oque queria pra mim, academia e a 2 exatos anos eu comecei meu namoro. A menina era simplesmente perfeita para tudo que eu sempre quis mas eu sempre tive uma pulga atrás da orelha de não merecer ser feliz por traumas do meu primeiro relacionamento abusivo e de tudo que já me aconteceu nessa vida, além de achar o pq alguém como ela estaria com alguém como eu. Até que mais ou menos no meio do ano passado ocorreram algumas mudanças na empresa e eu não consegui me adaptar aos novos métodos do novo chefe (que era super desorganizado), aconteceu que do nada tudo foi por água a baixo, todo o respeito, influência e o personagem que eu tinha lá dentro escorreram em menos de 2 meses com erros tanto meus como do resto da equipe mas que caíram sobre mim. Isso me afetou muito, o cara que eu era, confiante e tal se perdeu e fiquei uma pessoa mt cabisbaixa e depressiva, reprovei na faculdade e tudo mais, só no aguardo de me demitirem. Então, uma fagulha de egocentrismo e imaturidade me deu na cabeça de que eu, aquela pessoa tão foda que eu conhecia, não podia ser a razão de tudo isso, que talvez era algo que tinha em mim que já me incomodava e acreditei ser o meu namoro. Isso foi sendo alimentado com meses passando e no começo desse ano, durante a quarentena eu acabei traindo minha namorada falando pelo whats com uma menina. Sabe aquilo do Zóio que todo mundo falou? Eu fiz a mesma coisa, tinha duas namoradas só que uma real e outra web A consciência bateu uma hora e tentei consertar, falei que queria terminar mas na hora h eu dei pra trás porque na minha cabeça "pq eu vou terminar algo que é tão bom, uma relação que realmente não tinha negativos" (acho que parece clichê o ex falando isso mas realmente, nunca brigamos, nós nós demos super bem desde o primeiro dia e desde que nos vimos a primeira vez teve amor, ela era oque eu reconheço hj como amor da minha vida) e me apliquei a ficar com ela por um tempo. Uma hr, como toda pessoa, a merda explodiu e ela soube, me ligou e fui um escroto. Ela deve ter sofrido mt
O resumo de tudo é que isso tem 6 meses já, já ouvi de tudo dos meus amigos, que é carência, que é querer atenção, que é querer replay mas eu não tiro ela da minha cabeça. Eu tentei seguir em frente, arranjar outras pessoas e em todas as vezes que cheguei a sair com qualquer menina, eu não conseguia beijar. Desde que eu a conheci eu NUNCA beijei outra menina, NUNCA MESMO. Eu me percebi que em diversos aspectos o cara que eu achava ser, aquela imagem do popular, líder do grupo de amigos e o cara legal que tinha, por trás eu só era um mlk depressivo e autodestrutivo. Eu tentei diversas vezes contato com ela de novo, com medo até de parecer um perturbado doente e fiz o clichezasso de implorar pra voltar. Mas pq ela voltaria? Eu fiz com ela exatamente oque minha ex fez comigo, oque meu pai fez com a minha mãe. Eu acho que aprendi com meu erro, percebi que ela era sim o amor da minha vida e deixei passar da pior forma possível Ela me odeia tanto quanto me odeio agora, isso me dói demais, hoje eu mandei um Oi pq realmente precisava de alguém pra desabafar, dizer pra ela que tô tentando como ela me disse pra fazer mas eu só estou fazendo pq sinto que deveria, não pq é oque quero. Ela não respondeu e postou no tt uma frase com raiva que era óbvio pra mim
A sociedade é rápida pra dizer que talarico tem que se foder mas dificilmente as pessoas se aprofundam na raiz do problema, eu fui errado e me arrependo todos os dias até perceber que não preciso mais Meu medo é me matar uma hora nesse peso e dizerem que "se matou por causa de mulher" sendo que na verdade foi um "se matou pq se arrependeu de cada decisão errada"
Podem julgar, eu entendo se vc teve o desprazer de ler essa minha história podre
submitted by prietoeu to desabafos [link] [comments]


2020.11.11 03:19 Ofc_nathi Eu VS meu irmão mais velho

(Esse desabafo não é sobre rivalidade entre mim e meu irmão, e sim sobre a forma que minha mãe e meu padrasto nos trata diferente.)
Eu sempre fui super próxima à meu irmão... Sempre me baseei nele, sigo seus conselhos e etc. Meu irmão sempre manteve sua vida amorosa, suas peguetes e ficantes em segredo. Com excessão de mim, ele não contava sobre esse tipos de coisa P ninguém... Ao contrário de mim, que sempre conversei com a minha mãe, sempre contei sobre minhas paixonites, os meninos e meninas que eu ficava ou até msm, queria ficar. Meu irmão começou a ficar com uma menina que minha família não conhecia, e dps de alguns meses, ele foi sair c a mina, e eu e minha família fomos juntos (sem saber q ele ia encontrar a menina)... E foi assim q conhecemos a namorada dele. Comigo, desde sempre, minha mãe dizia que se eu fosse me envolver com alguém, essa pessoa tinha que ir em casa, conhecer a minha família é pedir permissão. Dps de 1 mês de namoro do meu irmão, eu comecei a praticar meus esportes e meus amigos me levavam em casa, toda noite. Minha mãe conheceu um amigo meu e me shippava com ele. Eu nunca havia pensado na possibilidade de ficar com ele, mas como minha mãe ficava matutando em cima de mim, eu comecei a olhar o menino c outros olhos, e dps de 1 mês conversando c o menino, eu chamei ele P sair (c a permissão da minha mãe) e ficamos (eu falei P minha mãe e P meu padrasto). Dps de 2 semanas ficando, oficializamos o namoro.
Com 1 ano de namoro, minha mãe nunca deu pitaco no relacionamento do meu irmão. Com 2 semanas namorando, minha mãe sempre se meteu no meu namoro, e dizia tudo q eu tinha q Flr P meu namorado. (Terminei c ele dps de 3 meses de namoro)
Isso foi em 2018...
Depois disso, minha mãe começou a ficar paranóica sempre q eu falo de alguém q eu fico.
À mais ou menos 1 mês atrás, eu fiquei com um cara em uma festa de família paterna, e contei P minha mãe. Até então, eu não pensava na possibilidade de ficar c esse cara Dnv, mas acabou rolando e EU CONTEI P MINHA MÃE. (Ela sempre me disse que eu tinha que contar as coisas P ela, pq ela nos contava as coisas dela. E se eu não contasse e ela descobrisse, ela ia ficar brava e chateada)
Eu continuo ficando c esse cara, sem esconder da minha família e da minha mãe. Porém, pra minha família paterna, tudo que eu faço, é por causa desse cara; mas eu sempre deixei claro PRA TODO MUNDO QUE EU CONHEÇO, QUE MINHA VIDA NÃO É MOVIDA A MACHO, OU À QUALQUER TIPO DE RELAÇÃO AMOROSA, pois eu sempre fiz as coisas pela minha cabeça. Falei pra minha mãe que minha tia havia me chamado pra dormir na casa dela, que por acaso, é perto de onde o cara q eu fico, mora. E ele vem todos os dias tomar café com a minha avó, que é na msm rua da casa da minha tia... Eu também venho passar o fim de tarde com a minha avó, pois antes, quando eu não vinha, todos os meus tios e tias, e minha avó me crucificavam. Minha mãe, de cara, me perguntou se eu ia vir por causa do mlk, e eu, puta da vida, disse q não... (eu não menti) e disse pra minha mãe que se eu viesse só por causa do Mlk, não tinha o porquê de eu esconder isso.
Vim pra casa da minha tia, falo com minha mãe e meu pai, todos os dias... E minha mãe me pergunta se eu falei com o menino, e eu digo q não fico falando por ele por telefone, até porque ele trabalha (e eu não tenho paciência P ficar conversando por telefone).
Hoje, eu na casa da minha avó, minha mãe me mandou msg, dizendo q queria conversar comigo, dizendo q meu padrasto disse q tem certeza que eu só vim pra cá por causa do mlk... Disse q eu nunca gostei de vir pra cá, etc. Eu disse que Sempre que eu tenho oportunidade, eu venho ficar com a minha tia, mas parece q ninguém, além do meu irmão, lembra disso. Eu fiquei totalmente magoada pelo q o meu padrasto falou e minha mãe concordou...
Se fosse o meu irmão, ninguém ia associar a ficante dele, com a visita à família; Por que q comigo tem que ter essa palhaçada? Por que eu sou mulher? Sempre argumentei contra o machismo e tenho que conviver com isso dentro de casa?
Eu havia dito pra minha mãe que o cara tinha me chamado pra sair, e ela disse q se eu saísse com ele, ela ia ir junto. Pra quê? Por que, com meu irmão nunca teve esse palhaçada, e comigo que sempre me abri, tem que ter? Eu tô exagerando em me sentir mal?
submitted by Ofc_nathi to desabafos [link] [comments]


2020.11.08 11:03 Sarvioor Meu pai não apoia meu namoro

Eu comecei a conversar com uma menina no final de agosto, a gente se deu muito bem, a gente conversava de tudo, com a intimidade subindo a cada dia, até que a gente começou a trocar nuds. Eu tava feliz por conhecer uma pessoa legal e que me entendesse. Meu pai ele tem uma mania ou algo do tipo que quando ele ta puto ele desconta a raiva nos outros, na maioria das vezes é eu ou meu irmão, então ele ficou puto por alguma coisa e veio falando que eu não saio do quarto, só vivo no celular (eu não tinha nem falado com ele esse dia, e eu sou o tipo de filho que se falar pra eu fazer alguma coisa na calma eu faço de boa, sem reclamar, só fico puto quando vem gritar no meu ouvido por nada). A gente começou a brigar e ele pegou meu celular, foi ver minhas conversas no WhatsApp, oq eu acho uma completa falta de respeito e que não confia em mim, eu não faço nada de errado e só fico na minha, ele acha que eu fumo ou coisa do tipo, se vc me olhar agr a primeira coisa que vai vir é um otaku nerd mano. Ele pegou meu celular começou a ver minhas conversas até que ele encontrou o contato da garota, ele começou a ler as conversas até que viu o nude dela, ele me devolveu o celular completamente sem reação. Dps de uma semana eu fui me encontrar com ela pela primeira vez, eu tava feliz e nervoso, numca tinha feito algo assim, a gente deu muito certo, não paravamos de rir e de conversar, o nosso beijo foi muito bom (ela me falou das únicas vezes que ficou alguém, nenhum deles a tratou como eu tratei ela, ela diz que nunca se sentiu um "objeto" cmg, e que quando ela ta mal eu faço ela ficar melhor fazendo piadas e essas coisas. Como eu disse a melhor garota pra mimkkkkkk). A gente começou a se encontra mais até que mês passado eu pedi ela em namoro, eu nunca fiquei tão feliz, até a hora que eu falei pro meu pai que eu pedi ela em namoro (meu pai é daqueles velhos que acham que a mulher tem que ficar na casa cuidando dos filhos e essas coisas, machista do século passado crente sabe), falei pra ele e ele não falou nada, fiquei de boa neh fazer oq, até que eu sai com ela um dia e meu pai surtou, me ligou perguntando aonde eu tava, oq eu tava fazendo, falei que eu tava com a minha namorada em uma praça, ele falou que era mentira e que eu não tava fazendo isso, falou pra eu voltar pra casa (minha namorada ouvindo tudo), ele desligou me dando 30 minutos fora de casa, foram os 30 minutos mais sufocantes da minha vida, eu ver a pessoa que eu amo chorando horrores com medo de me perder, falando que tem medo de não poder me ver mais, eu quase chorei, mas tentei acalmar ela falando que tava tudo bem, que era draminha do meu pai. Eu voltei pra casa E O MERDA DO MEU PAI ME RECEBEU COM A PORRA DE UM SORRISO NA CARA, eu fiquei muito puto, mas fiquei quieto, fui me trancar no quarto como de costume até que ele me chama perguntando se os pais dela não se preocupam com ela, falei que eu tinha "trocado" de praça pq a que eu tava antes tava cheia de noia e ela tava com medo, meu pai não falou mais nada e eu comecei a falar um monte do quanto ele não confia em mim, que ele acha que eu sou uma vagabundo (oq é verdadekkkkkk), ele ficou calado. Eu sai com ela dnv só que meu pai não estava me casa ele tinha ido trabalhar, é tão bom sair e não se sentir sufocado ou sla, voltar no horário que vc falou que ia voltar e tudo mais, minha mãe é de boa com ela, até me zoa com umas coisas de namorados, meu pai deu uma acalmada, eu não falo muito com ele mais, ele me zoa tbm mas eu acho que é pra desfaça ou algo do tipo. Talvez vc não tenha entendido nada pq minha escrita é uma merda mas ta ai, vou fazer outro poust falando sobre umas coisas que assombram o passado da minha namorada que me assombra tbm.
submitted by Sarvioor to desabafos [link] [comments]


2020.11.03 14:17 porrecaBolado Um relacionamento abusivo e um quase suicídio.

Quando eu tava no 6° ano do fundamental eu conheci uma menina muito bacana que estudava comigo, éramos ótimos amigos e eu gostava muito dela, até que um dia eu fui e me declarei pra ela e pedi em namoro, ela aceitou foi maravilhoso. Depois de 6 meses de namoro ela começou a sentir muito ciumes ao ponto de eu não poder nem ver animes ou até mesmo jogar jogos que tenham uma protagonista mulher, aí falei tá meio estranho mas não tava me incomodando pois na minha casa eu jogava e via oq eu quiser, aí depois de um tempo ela começou a sentir ciúmes de tudo e de todos que eu ia conversar, até com uma professora de geografia que eu sou amigo até hoje na época ela tinha 50 anos e era só uma relação legal entre aluno e professora. Aí feito 1 ano de namoro eu queria terminar com ela pois não tava me sentindo bem com o namoro, aí ela falou que iria se matar e que ela tava com medo de eu troca ela e que ela não ia mais ser como antes, eu acreditei namoramos por mais 4 anos, e nesses 4 anos eu sofria muita pressão e era abusado psicologicamente e sexualmente por ela, eu não podia falar nada com nenhuma garota ou com alguém que ela não conhecia que ela vinha e fazia oq for para quela pessoa nunca mais falasse comigo. Os abusos sexuais ocorriam com uma grande frequência, não importa se estávamos na escola em aula, no patio, no shopping e até mesmo em um restaurante ela começava a me acaraciar meu pau até soltar o líquido branco, ou ela me levava até o banheiro para que eu fizesse sexo oral nela e várias outras coisas, quando ia fazer 5 anos eu já tava com muitos.problemas psicológicos e com uma depressão profunda que eu quase me matei, se não fosse meus poucos amigos que eu tinha eu não estaria aki contando isso, eu terminei com ela e fui procurar ajuda de um psicólogo, eu fiquei por 3 anos em terapia. Ela tenta falar comigo até hoje mas eu sempre dou bloq pois nunca mais irei confiar nela. Se alguém quiser perguntar algo pode me mandar uma mensagem.
submitted by porrecaBolado to desabafos [link] [comments]


2020.10.30 04:29 Guitar_Fit ❗️Mano estou muito deprimido pq broxei alguém por favor me ajuda❗️❗️Alguém já passou por isso pode me ajudar ❗️❗️Pfv like pq preciso de ajuda

Fazia um bom tempo que eu estava atrás dessa menina,ela é minha amiga de faculdade e de certo modo as vezes ela me deixava irritado,as vezes sentia que ela era o tipo de pessoa que adorava se aproximar de outras pessoas simplesmente por interesse até em questão de namoro,ela sempre ficava com os mais ricos e no primeiro dia que eu chamei ela para ir ao cinema ela queria que eu pagasse tudo(mas isso é outro assunto então não foquem nisso) De lá para cá eu as vezes dava em cima dela mas normalmente ela sempre esquivava,contudo ela sempre aproveitava a chance para falar dos caras que ela ficava para mim e isso era chatoooo pra caralho,os caras só chegavam nela e ela ficava com eles de boa mas quando era comigo era sempre alguma coisa,eu sentia que as vezes ela não me via como um homem realmente é as vezes ela me via apenas como um cara que vai escutar tudo dela. Durante essa pandemia bem no começo do nada ela começou a me dar mais moral,com isso o clima tinha esquentado e as vezes trocávamos nuds,mas tu acredita que mesmo nesse momento ela falava de outro macho para mim ? Era tipo assim a situação eu chamava ela para vim aqui aí ela dizia que não podia pq estava ocupada ou que a mãe dela não deixava ela sair,no dia depois ela estava lá na praia,outro dia ela falou que se o cara não chamar ela para a casa dela ela iria correndo para lá (cara fiquei muito puto pq eu estava chamando ela faz tempo e ela nada!) por fim taquei o foda-se nessa menina. Aqui vem a parte do nosso sexo Nessa segunda feira ela estava de mudança,um local bem perto da minha casa aí ela tinha me dito que estava sem internet e que tinha que fazer um trabalho,ela perguntou para mim se poderia vim aqui em casa fazer o trabalho (eu não sei como mas eu pressentia que iríamos ficar),falei que sim podia que ela iria fazer o trabalho no meu notebook. Chegou a hora ela fazia as questões,papo vai e papo vem não me lembro como mas eu perguntei se podíamos nos beijar,de primeira ela negou mas aí na hora tacamos um beijo forte,o clima estava esquentando e aí eu peguei nos peitos dela e o clima esquentou mais ainda,como minha mãe estava em casa então não podíamos fazer muito barulho então eu dei um chupão na buceta dela. Terminou a situação continuamos o trabalho e ela queria transar mas só que tinha que ser muito rápido,o problema era que eu estava já a foi dois dias sem me mastubar e normalmente sem me mastubar eu gozo rápido,com isso ela falou “kkkkkkkk ria tanto do cara dos dez minutos mas agora tá aí” de certa forma eu me senti desafiado e fui dar em cima dela,com isso eu lá chupando ela e nada do meu pau ficar duro ;no momento que ele ficou duro eu pedi para ela chupar mas ela ficou enrolando e não chupou (isso daí já tinha abaixado um pouco meu tesão) com isso eu fui buscar a camisinha e odeio ter que tirar a camisinha da embalagem pq fico nervoso e me tremo mas tava tirando e com isso eu vi como ela estava me olhando e eu fiquei com menos vontade ainda. Falei para ela que não dava pq estava sem vontade e aí ela ficou puta de raiva,o bom é que eu ri da situação e o clima ficou menos constrangedor,rimos um pouco da situação e eu falei “acho melhor não tentarmos de novo” aí ela falou “valha Anon agora eu tô me sentindo mal,era para eu estar com raiva,foi tão ruim assim” falei que não mas que de certa forma eu só queria ficar mesmo com ela por orgulho mesmo pq me sentia comparado aos outros homens. Por fim deixei ela na parada e conversamos no Instagram aí ela me disse que ficou pensando se a culpa era dela,perguntou se a parte de baixo estava fedorenta e algo do tipo mas aí eu falei que não e falei que existe outros motivos do pq eu não estava muito excitado. De certa forma eu limpei um pouco a barra e rimos um pouco,mas desde dia eu tô passando por uma depressão fundida,um medo que eu fique broxa na próxima vez e um medo fudido de ficar ansioso de novo,eu já transei com duas mulheres e na última transa que tive com a última meu pau ficou meio duro e meio mole;nesse de agora não senti tesão e não fiquei duro e tenho medo que na próxima aconteça a mesma coisa. O pior é que tenho medo que ela espalhe esse assunto de mim,combinamos que não iríamos falar para ninguém ela que pediu para mim pq no dia ela não tinha se depilado e ela fica com medo que ela estava fedorenta no dia.
submitted by Guitar_Fit to sexualidade [link] [comments]


2020.10.26 04:17 Clear_Associate_2425 Apaixonado por uma garota e sem saber o que fazer

Eu sempre fui aquele tipo de garoto afeminado e que sofreu bullying por isso. Eu me lembro da minha paixonite por um garoto aos 6 anos. Com 8 anos meus colegas de escola já tinham começado a me taxar de bichinha, viadinho e um bando de outros insultos parecidos, e meu pai tentou me chutar de casa aos 16 anos depois que descobriu do meu namoro com um outro menino e só não fez isso pq a minha mãe interferiu e conseguiu impedir isso. Meu avô sempre "sugeria" que eu tinha que largar de viadagen e virar um homem de verdade. Enfim eu sempre me identifiquei como um cara gay e basta dizer que tb sofri um bocado por isso.
Então esse ano, eu conheci uma garota na faculdade. Eu nunca liguei pra mulher nesse sentido antes e nunca imaginei que ia ligar, mas tudo que eu ando conseguindo pensar é nela. Ela é tao incrível e doce, a gente se entende tão perfeitamente e a conexão rolou praticamente na hora. A gente trocou número de celular e desde então não consigo me afastar dela. Nós nos falamos todo dia e conversamos sobre tudo. Eu e ela passamos hora conversando e eu sinto que ela me compreende tão bem.
No começo eu entrei em negação, mas não consigo mais. Eu quero beijar ela, eu quero namorar ela. Eu consigo me imaginar casando e tendo filhos com ela. E isso me confunde tanto, minha vida só me apaixonei e me senti atraído por caras. Mas eu legitimamente gosto dessa garota e não sei o que fazer. Ela é a tipo a única menina que me faz sentir desse jeito
Eu não sei o que fazer mesmo. Algué mas aqui já passou por algo assim ? Eu só quero um conselho. Minha cabeça tá uma completa confusão
submitted by Clear_Associate_2425 to desabafos [link] [comments]


2020.10.19 07:17 yooo66666 Autosabotagem, pornografia e brochar.

Nem sei por onde começar... primeiramente tenho 20 anos e é realmente um pouco constrangedor escrever isso mesmo sabendo que ninguém me conhece, mas ok bora lá. A mais ou menos 2 anos eu terminei o meu ultimo namoro e já naquela época eu consumia pornografia mas era beeem menos, tanto que ainda não atrapalhava nada em minhas relações sexuais, tudo sempre flui numa boa, nunca pensei que poderia ter problemas com isso. Daí, dps do termino comecei a consumir mais a pornografia mas ainda tava dboa, me sentia tranquilo em relação a isso, trocava ideia com varias mina me sentindo bem e despreocupado, só que aí pro final de 2018 eu fui encontrar uma amiga minha e rolou minha primeira brochada, fiquei porra, desesperado na hora, com vergonha e pá(era a primeira vez da mina) nussss fiquei bem abalado serião, falei com uns amigos meus e eles foram suave, nem tiraram sarro, disseram que era normal, mas aí que começou o problema(deveria ter levado numa boa né, todo "mundo" leva isso numa boa, pq eu n iria) enfim, a partir daí comecei minha graaande jornada de autosabotagem e porra velho, até hj n consegui superar isso (como cara???? kkkk taloko) eu realmente rio disso, pq parece ser piada as vezes, eu gosto de mulher, gosto demais cara, e desde de essa época eu comecei a questionar tudo, minha sexualidade, pô problemas mentais, uma avalanche de pensamentos mesmo. (Tá, são muitas coisas a se falar e ainda to com vergonha de escrever isso, mas vamo lá)
Inicio de 2019 e eu tranquilo até ainda, sem nenhuma confusão mental aparente e ainda trocando ideia dboa com umas mina, aí conheci uma menina e a gente foi se aproximando, se beijou e pá, começou a rolar um amorzinho mas a gente n tinha transado ainda e aí um dia ela me chamou pra eu ir na casa dela, era carnaval, fui né, bebemos umas, fumamos uns beck e ficamo daquele jeitão né, delícia, pegação que num parava mais e aí começamo a tirar a roupa, ela me chupou(suave até então, meu pau tava levantado kkkkk) e eu tava dboa tb, eu chupei ela dps e aí bateu aquela ansiedade trevooosa, pq né o proximo passo seria nois fuder e assim... aiai.. eu tinha camisinha lá(ps: no meu ultimo namoro agnt transava so´sem camisinha praticamente) e mano, tremi nas base, falei pra ela q tava sem camisinha e né, ela tb nem tava afim de ir sem, e continuei chupando ela numa boa, mas né, pensando daquele jeitão nas coisa, preocupadasssso, uma lokura gente, aí blz, dormi la e de manha ela veio me cobrar q eu podia ter ido na farmacia e só dei uma desculpa(rapaziada por incrivel que parece n sou gay e eu me questionei bastante sobre isso, pode acreditar). Depois disso começou o desastre, toda vez q pensava em sexo pensava em brochada, instantâneo tipo, aí assim, quero resumir um pouco ne, mas vou falar oq me der na telha aqui. Dps desse ocorrido n falei pra ngm, nem amigo, nem psicologo, nem nd, malucao o cara ne, fala nem pra psicologo aiai, tabom. Dps com essa mina, de précha, broxei mais uma vez só q ai dessa vez foi na hora da penetração mesmo, aquela meia bomba que todo mundo adora, lindeza que só( to falando desse jeito pq acho q assim vo sentir menos otário) aí acabei me afastando dela (vergonha absurda, eu sou uma piada msm), deixei claro pra ela q o problema era cmg, e que ela era né MARAVILHOSA (pq de fato era kkk) aí meus manos e manas, nesse momento eu ja tava 0 bem das ideia(ps: faz mais de 1 ano isso e to desabafando isso só agora pra alguém ok) , escondendo tudo de todo mundo, mas transparecendo que tava tuddo deboa ne, kkk aiai. Que eu me lembre dps dessa mina passou um bom tempo q eu nem tentei nada com ngm(no sentido de ir pra hora H) e tipo, eu continuei flertando, com altas mina e dando idéia mas só na raso (olha o medo que tava, medo de brochar, eu sla, nem imagino falar isso pro meu amigo mais proximo q eu morro de vergonha sla) continuei flertando e pá ne, considero estar em um ponto bem alto da minha kkkk beleza facial e de personalidade tb, ent acaba q altas guria se interessava, e eu bobo né, dava papo mesmo sabendo desse meu problema kk. Ok, final de 2019 chegou um dia lá que a mesma mina q eu tinha broxado lá na primeira vez, me chamou pra ir na casa dela (claramente pra gente fuder) e eu em duvida, falei q n podia, por causa desse medo mesmo e sla, acabei indo encontrar uma amiga minha e a gente beijou dps um tempassso q eu tava afim e assim, fez minha noite tlg, n transei, nem brochei kkkk foi ótimo. Ok, vou voltar aqui no assunto da pornografia e falar q, durante o ano inteiro de 2019 eu provavelmente me masturbei quase todos os dias, pra pornô msm (mas nessa época nem tava ligado em questão de estimulo visual ser tãaao importante pra uma possivel brochada) ok, n dava a minima pra quantidade de porno q eu consumia, só seguia a vida msm, achando que todo esse medo aí meu, era problema meu, sla algum problema mental q eu desenvolvi e q era isso, botei na minha cabeça q ia continuar a ver pornografia pq já q eu n ia transar, pelo ou menos o porno ia me satisfazer( QUE ERRO, REPITO QUE ERRO jovem eu de um ano atrás). Aí pra frente é confusão mental atrás de outra, ia pro psicologo nem sabia oq falar, ficava todo perdido, todo vez q eu podia pensar nisso eu pensava e ia fuuundo e paranoia e fantasia de coisa nem ia acontecer, mano, to querendo é chorar escrevendo isso, nunca tinha botado pra fora isso, enfim... final de 2019 li em algum lugar sobre um negocio q chama reboot, que até tem video no TEDx sobre isso e video do Terry Crews falando, que é basicamente vc ficar sem se masturbar por um tempo indeterminado, que aí uma hora tudo ia voltar ao normal, na hora q eu li eu falei "É ISSO, É ISSO, PRONTO VO RESOLVER MINHA VIDA AGR MESMO" mandei msg pro meu psicologo falando q nois tinha q conversar, tava todo animado, cheguei lá, falei pra ele tudo, tudo q tinha rolado, tava rolando e falei disso aí, mas ele n me recomendou eu fazer esse reboot, falou q a masturbaçao é algo importante pro individuo, e sla, me convenceu q era melhor eu só esquecer disso e levar a vida (hj eu lembro disso e assim, meio cuzao ele ne) na hora nem parei pra pensar no negocio, tava lokin das ideia já.
Vo tentar resumir agr, dps desse aí, continuei me masturbando pra porno ainda, as vezes eu tentava parar um tempo por causa de coisa de twitter e pá, mas acabava voltando uma semana dps. Nessa época eu comecei a criar um autoestima fodida em cima disso, foi surgindo assim tb, fui levando a vida como se tudo oq tivesse rolado tivesse sido só uma fase da minha vida e que tinha passado e que eu já tava deboassa em relação a questão de brochar, que na proxima vez q rolasse ia dar certo, tipo, tava bem deboa. Aí né tava confiante, e um belo dia chamei uma mina q tava cvs pra vir aqui em casa, agnt ja tinha ficado uma vez e tava né, com tesão afinzassso, começamo a tirar a roupa foi indo, chupei ela, suavao, aí ela foi me chupar e ele abaixou do nada, sim, no meio do boquete foi pra vala minha líbido, tentei ressuscitar mas n tava indo, bati uma ali mesmo e n foi, minha cabeça já tava a mil, ja´era ne kkk falei pra mim msm, dps agnt fumou um pra ficar dboa e cvs com ela e pá, ficamos suave. Teve mais uma situação com essa mina (acho q eu forço muito né, mas eu tava só querendo botar minha autoconfiança pra cima de certa forma) agnt saiu comeu um burg já naquele estado né, e dps fomos pra casa dela, casa n, escada do prédio e rolou ali msm, oral dos dois, n brochei durante foi suave, mas na hora de penetrar nela o menino abaixou, mas fiquei deboa, respirei e fui estimulando, uma hora deu certo, botei pra dentro e foi(meia bomba kkkkk), foi pouco tempo mas foi, aiai, que saudade dessa sensação meus amigos kkkk enfim, isso era inicio de 2020, daí começou a quarentena e desde entao eu nem saía de casa né, pra pegar alguém (pra nd msm), mas continuei flertando dms ne, cabo que, uma mina lá falou pra eu ir na casa dela pra né e ja botei na cabeça que n, que n ia rolar, que ia dar merda, já pensando na brochada (ô laia) e confundindo minha cabeça, falando q sexo casual é merda (nunca nem fiz sexo casual) só inventando mentira pra disfarçar esse problema meu, enfim, dei perdido na mina. Aí (ta acabando tá? se algm tiver lendo) anteontem uma mina veio aqui em casa, ja tinha combinado a uma semana atras, mas assim kkkkjjjj, imaginando q agnt nem ia transar nem nd, no maximo um boquete e tals, por isso nem fiquei preocupado com broxar e pá, só aquele calafrio basico de trocar ideia com uma mina q tu realmente acha daora, pela primeira vez, pessoalmente (coisa linda) me preparei total, comprei um corre pra gente pitar, comprei umas breja, umas comida, meditei um pouco pra ficar suave e foi né. Ela colou, agnt trocou altas ideia daora (sla eu tava um pouco de receio de ela achar eu meio maníaco de já querer transar direto assim) aí preparei o ambiente como eu disse, fui fazendo um clima rolar alí...rolou... pegação intensa, tava adorando, bão dms, aiai, que mulher minha gente, começou a passação de mão, eu meio passivo ainda, mas tava daora, aí ela tirou meu short e ja comecei a ficar em choke(pelo lado bom) nem tava pensando em nd, aí ela parou assim e perguntou se algm podia ver nois ali (agnt tava no terraço de casa) aí falei q n, mas q sepa era melhor nois ir pro sofa q aí ne, já ficava mais confortavel( eu sou mt burro) kkkkkkkkkkk ta, ai´fomos pra la, nisso eu ja tinha guardado o pau e tava mole já, e mano, voltamo a se pegar(po eu tava desaprendido 7meses em casa) pegação lá intensa, bão dms, ai´vacilei comecei a pensar na famosa broxada, passou um tempo ela tirou minha calça e começou o oral, e adivinha n fiquei duro, e eu acho ela gostosa, acho dms, n creio q esse seja o problema, n creio q o problema seja eu n ter atração por mulher, eu tenho sim, só acho q a pornografia me leva a ter uma rotina, um vício FUDIDO que faz eu me apagar a minha própria mão, a esse ambiente nojento da punheta e de tudo q ela envolve com a pornografia, mano, eu to muito puto comigo msm, pq JÁ SE PASSOU MAIS DE ANO Q TO NESSA MERDA DE SITUAÇÃO PODRE, MANO EU QUERO TER FILHOS UM DIA, EU QUERO TER ESSE PRAZER DE TRANSAR, EU QUERO TER ESSE PRAZER DE VIVER UMA VIDA TRANQUILA SEM TER Q ME PREOCUPAR COM PROBLEMAS DE BROXAR, EU SINTO UM DESCONFORTO TÃO GRANDE COM MEUS AMIGOS, QUE REALMENTE SÃO MEUS AMIGOS E DISCUTEM ABERTAMENTE SOBRE ISSO, MAS NGM NUNCA FALOU SOBRE BROXAR, ME SINTO UM INUTIL NESSE SENTIDO ESCREVENDO ESSE TEXTO. CARAS, EU N QUERO VIVER A VIDA TODA ASSIM KKK NEM FOODENDO, NEM FODENDO. Só quero resolver isso e parar de pensar tanto em coisa que é inútil, amanha ja devo cvs com meu psicologo a respeito pq n da mais, eu fico triste, sinto um vazio imenso em mim dps q isso acontece, se alguem leu até aqui, obrigado pelo o seu tempo, diga aí oq vc acha sobre, ou n tb, se que sabe, enfim, abraços e uma boa noite pra todos. :j
submitted by yooo66666 to desabafos [link] [comments]


2020.10.10 10:04 biel2907 Muitos problemas mentais

Boa madrugada, ou nem tão boa assim... Pra você que vai ler o que vou dizer, entenda que sua mente tem que ser muito aberta, principalmente a perdão, e o que você vê como ser humano ou não...
Enfim, indo do passado ao presente, meus pais nunca tiveram um relacionamento muito bom, desde que eu me entendo por gente, e estou falando disso porque é o que eu penso que pode ter provocado algo em mim do que vai vir a seguir... desde que eu me entendo por gente eles sempre brigaram, meu pai é muito mulherengo e minha mãe era bem menos "fogosa" que ele, e o casamento não deu muito certo, nunca vi meu pai bater nela, mas a pior briga que eu já vi foi ele ameaçando bater nela, mas isso nunca aconteceu, e eu não queria que eles terminassem de jeito nenhum até os meus 14/15 anos mais ou menos, pra mim era como se fosse o fim do mundo, depois eu entrei em uma escola técnica/ensino médio e vivia lá porque era muito tempo estudando e em uma cidade vizinha, conheci uma garota 2 anos mais velha que eu, foi a primeira pessoa que fiquei e assim que ficamos a primeira vez ela me pediu em namoro eu aceitei, não sei bem porque, mas foi indo, meu pai foi pra são paulo trabalhar porque tinha mais oportunidade (sou do rio de janeiro com minha mãe) e vinha as vezes 1 ou 2x por mês só visitar a gente, então o casamento foi só piorando... mas meu pai já tinha traido minha mãe antes e ela "perdoou" uma vez. Agora entra outro problema, eu não sei o porque, mas eu comecei a exercer um relacionamento tóxico/abusivo com essa garota que eu namorava, ela fazia tudo por mim me amava de verdade, e eu não conseguia confiar de jeito nenhum! E eu fui doente demais, fiz ela passar por coisas horriveis, a mãe dela controlava ela também, e eu também, e acabei brigando com a mãe dela (só discussão), enfim, mas a minha namorada foi a que mais sofreu, sério, são coisas terriveis, durou 4 anos nosso namoro, mas eu só ia piorando nas humilhações a ela,principalmente quando terminei a escola e fui pra faculdade em outra cidade, já fiz ela passar papel higienico no rosto, etc, inclusive já cheguei a agredir ela fisicamente (especificamente dei um tapa no rosto, não foi forte pra deixar marca nem nada disso, mas mesmo assim é TOTALMENTE errado, e eu nunca mais quero repetir algo do tipo), durante esse tempo meu pai engravidou outra mulher em SP minha mãe descobriu e eles finalmente terminaram (e eu agradeci por isso, não aguentava mais o relacionamento deles), uns meses depois a minha ex namorada finalmente se ligou com a ajuda das amigas dela e etc, e eu acabei terminando com ela por uma besteira minha e ela não voltou mais, e cortamos o contato dali, a partir daquele momento eu fui instantaneamente pro psiquiatra/psicólogo e comecei a frequentar bastante, eu passava mal durante meu relacionamento também por ansiedade de vomitar, ter caimbra no corpo todo, entortar ir pro hospital etc, isso já aconteceu varias vezes, eu acordava assim, em viagem de onibus sozinho, e era duro pras pessoas perto de mim ver aquilo, mas meus pais não gostavam de médicos de saúde mental, e só depois de tudo isso que eles resolveram que eu "deixar" eu ir. Eu ia bem na faculdade, porém nunca tive um sonho do meu curso em especifico, mas meu sonho era ter uma familia e só, nunca fui muuuito social, mas tinha uns amigos, até hoje tenho, depois que terminamos, eu não via motivo pra continuar na faculdade que pra mim era só pra dar um futuro pra minha familia que eu construiria, uma vez que fiquei sozinho perdi totalmente a vontade, tranquei voltei pra casa pra ficar com minha mãe, e ela também trabalha em algo bem simples e nunca teve vontade de melhorar na vida em questão de estuadr etc, e acho que acabei pegando esse jeito dela, mas é mais problema meu, n posso culpr os outros, hoje com 21 anos em plena quarentena com muito tempo livre eu não tenho emprego, não consigo lidar com os estudos EAD da faculdade (que tentei voltar) não tenho vontade, mas também não tenho vontade de fazer nada, eu queria um sonho, um motivo, algo profissional pra eu tentar aprender e melhorar, mas eu não consigo ter vontade de nada disso, chorei uma ou 2x e liguei pra uns amigos pra desabafar, mas sinto que já não tenho mais amigos pra isso... e também não adianta muito, porque eu quero uma solução, e acho que só tem como vir de mim, eu dei uma parada nos médicos mas já marquei psiquiatra/psicólogo novamente, tenho uma relação horrivel com meu pai desde então também, ele ja ameaçou brigar comigo e eu ameacei matar ele (falei da boca pra fora, bem eu acho) e tenho sonhos em que ele volta de SP pro RJ e sou obrigado a conviver com ele e é pertub ador, porque ele sempre foi uma pessoa mt grossa, e eu não sei mas tenho uma raiva guardada dentro de mim dele e não consigo lidar com isso, eu só queria esquecer q ele existe, mas sei que ele vai voltar aqui uma vez ou outra pra querer me ver, ver minha mãe, os pais dele q são meus vizinhos, etc. Enfim, a ansiedade eu consegui melhorar bastante com os remédios, os problemas de ser abusivo e tóxico eu falei tudo isso em diversas terapias, e acho que lido bem melhor hoje (só pondo a prática, eu namorei uma menina depois dessa mas foi por menos de 1 mes, foi bom pra nós apesar de ser curto kkkkk porque eu passei um tempo em SP assim que eu terminei o primeiro namoro, mas só piorou as coisas com meu pai lá e eu voltei e acabei terminando com a menina, na verdade foi bem consensual, ela gostou de mim mas também nem tanto pra namorar kk n tinha a magia, mas de verdade fui uma pessoa bem boa pra ela no tempo curto que tivemos e foi legal pra mim tentar me provar que melhorei mesmo que um pouco. Enfim é isso, não sei se pode ser curiosidade de vocês, mas eu me desculpei com minha ex 1 mes depois q terminamos, e ela tava bem melhor, acredito que possa ter buscado ajuda profissional depois de ter passado tantos problemas comigo, mas a ultima vez que vi algo dela, inicio desse ano (terminamos ano retrasado), ela aparentava estar bem, não nos falamos, eu até hoje me sinto culpado pelas merdas, mas isso n apaga o passado... enfim, eu to tentando reconstruir tudo, inclusive quero tentar esquecer isso com meu pai, mas primeiro preciso achar um futuro pra mim profissionalmente, e isso tá foda, porque preciso não depender mas da minha mãe, mas ajudar ela em casa que não é nada fácil nos dias de hoje...
submitted by biel2907 to desabafos [link] [comments]


2020.09.28 08:35 DiabelAtreyu Não me identifico?!

Nunca conheci ninguém como eu. Não me encaixo em lugar nenhum, quero dizer, em homem nem mulher.
É bizarro. As pessoas olham pra mim e ficam na dúvida eterna, não sabem se me chamam de ele ou ela, sempre foi assim. Não sei se parei no tempo ou se é meu jeito que inspira isso. Talvez menos, porque agora estou enorme de gordo.
Desde pivete, as crianças me chamavam de sapatao (???), bichinha (???), esquisito e por aí vai. Nunca tive interesse em ninguém.
Namorei um cara por 8 meses, foi um inferno. Ele queria forçar o coito de todo jeito, fazia chantagem emocional, essas coisas. Era tão bichinha quanto eu, mas mesmo assim eu conseguia subjugar ele, no braço. Passei 7 meses tentando terminar, mas me livrei do embuste. Eu não gostava dele, era pressão psicológica da família. Ele era meu amigo, mas estragou isso.
Namorei uma mulher que, até me conhecer, era super bem resolvida. Lésbica. Causei o inferno na cabeça dela, porque a coitada não aceitava que poderia gostar de mim ou manter uma relação que não fosse com mulheres, ainda mais com alguém mais novo. Fizemos 1 ano de namoro, me vejo casando com ela no futuro próximo mas, ainda assim, trânsito entre os gêneros.
Se eu visto roupa de homem, fico parecendo uma menina com as roupas do pai. Se visto roupa de mulher fico, nas palavras da minha morena, um menino travesti desengonçado.
Isso aliado ao fato que não sinto atração sexual, minhas partes baixas são praticamente mortas. Não, não é problema de saúde. É como se tivesse um banquete, mas eu não tenho fome (e como do mesmo jeito, até passar mal, porque amo demais essa mulher pqp).
É isso. Só queria falar em algum lugar que pudesse achar alguém como eu. Obrigado.
submitted by DiabelAtreyu to arco_iris [link] [comments]


2020.09.26 13:05 redof089 Será que me podem ajudar

Vou contar a minha história dúvida, eu conheci uma menina, aconteceu o normal, ela é evangélica. Aconteceram uns problemas, ambos tivemos culpa das coisas. Tudo bem, eu trabalho 12 semanas fora e vou 3 de férias. Aconteceu o COVID, ela é mto trabalhadora e perdeu os 2 empregos, mesmo só sendo minha amiga eu ajudei mto ela. Mesmo depois de tudo ter terminado ficamos mto amigos conversamos todos os dias durante horas, ela começou a namorar, me contou (coisas que acontecem, dói mas tudo bem). Mas ainda assim continuamos a falar a ir almoçar jantar em amigos e com amigas delas que me foi apresentando, dou-me bem com todas as amigas dela, com a mãe tb.
Mas o namorado dela não deixa/proibiu ela falar comigo (ela disse que ia fazer isso, mas como somos mto especiais um para o outro falamos na mesma), basicamente é isso, falávamos normalmente nos dias que ele não estava pq tb n é da terra dela, mas sempre tive respeito pela relação n fiz nada ou disse alguma coisa, errada ou disse mal dele, tb n o conheço pessoalmente.
Ela agora foi de viagem, e um cara que é como um irmão para mim, perguntou quem era rapariga que eu estava a sair para minha irmã (não contei ao meu amigo que já n estava a sair com ela, mas nunca lhe disse o nome… aliás nunca fui mto de falar de contar, pq na religião dela existem alguma regras.. só minha irmã e 2 amigos meus sabiam, ela pediu por causa do pai que é pastor). Como nunca tinha falado assim de nenhuma mulher com ele, ele ficou curioso e foi perguntar a uma conhecida dele (que por curiosidade é a melhor amiga da tal mulher que eu conheci e é minha amiga tb), mas mulheres e homens igual partilham… mandou para ela, ela ficou um pouco chateada mas passou. Mas depois foi ver o instagram do meu amigo aí percebeu que ele conhece o namorado dela (nem eu sabia), e aí me mandou um áudio a dizer para n lhe mandar mais msg’s pq s o namorado descobrir vai ficar mto chateado, deve ser pq n fez o que ele mandou. Que me vai pagar o que me deve (n m importo com dinheiro), mas sei que ela n tem mto dinheiro e mal trabalha ag, aí n vou ser capaz de andar a cobrar...mas isso n me importar.. só n quero perder a amizade dela..
Eu já expliquei que não disse nada ao meu amigo, que mesmo gostando dela o que mais quero é que ela seja feliz e n faria nada para estragar o namoro dela. Pq n ganho nada com isso, pq só vou perder a amizade dela e a deixar triste. Eu fiz mto por esta pessoa, mais que marido faz por mulher e mulher faz pelo marido. Ela fez um cirurgia no dia anterior a me dizer q não quer que lhe envie mais msg’s. Magoa mto durante 9 meses falávamos todos os dias, gostava mto de saber se ela está a recuperar bem…. Mas n sei se devo mandar msg pq ela disse até que me poderia bloquear… e eu sofro de ansiedade, já sofri de depressão (quem passou por isto sabe q nunca realmente passa). Ainda no meio disto tudo “cortei” relações com os meus pais. Então as coisas não estão nada fáceis, só me passam pensamentos negativos na cabeça. Não sei o que fazer.
Estou muito triste, nervoso, ansioso com ataques de pánico…e n queria deixar de falar com a minha amiga nem com a minha família. Alguém já passou por algo assim?

Editi 2: Tentei resolver tudo com toda gente, com minha família só piorou, mas agora tenho a mãe da minha amiga a me pedir ajuda para procurar um apartamento para a filha (ela n sabe que a filha me disse de não querer que eu envie mais msgs para ela), eu não consigo não ajudar, mas penso que vou ajudar e dps vou dar o fora...
submitted by redof089 to desabafos [link] [comments]


2020.09.26 07:58 SpaceshipFive Mds ser bissexual é mto confuso aaaaaaaa

Eu finalmente entendi que sinto atração por ambos os sexos. Compreendi certos comportamentos que tinha durante a adolescência e infância quando me deparava com nudez feminina, demonstração de afeto entre garotas, etc. Claro que devido à forte repressão, nunca cheguei a desenvolver sentimentos ou romance com alguém do mesmo sexo. A paquera era limitada aos meninos e consequentemente os relacionamentos.
Atualmente estou num namoro de dois anos com um rapaz que amo muito, ele me aceitou e me acolheu quando comentei sobre a minha atração por mulheres e tem me apoiado muito. Mas ainda é péssima a sensação de saber que você limitou tanto suas vontades a ponto de não ter tido nenhuma experiência "profunda". Beijei uma menina uma vez, sem compromisso, só vontade.
Muita pouca gente sabe disso. Por enquanto, só falei pro meu namorado, uma amiga (que é bissexual e entende muito de todo o conflito interno que sinto) e minha psicóloga. Mas gostaria de um dia poder me manifestar, sabe? Dias atrás foi dia do orgulho bi e eu não pude fazer nada. Eu sinto que nunca vou conseguir dizer "sou bissexual" e se um dia isso acontecer, ninguém vai acreditar em mim e não vou ser levada à sério.
Eu não vou terminar meu relacionamento saudável só pra me envolver com garotas e provar minha bissexualidade. Não quero de jeito nenhum isso. Mas é tão estranho saber que eu sinto tesão e por alguém do mesmo sexo sem nunca ter tido nada muito profundo.
Mais estranha ainda é essa sensação de que provavelmente nunca vou ter essa experiência de me envolver com uma garota e finalmente dar vazão a essa vontade.
Faz sentido?
submitted by SpaceshipFive to arco_iris [link] [comments]


2020.09.26 03:46 amyciax Me sinto sufocada...

Bom, estou escrevendo pois preciso desabafar e não tenho ninguém e nem confio em alguém. Já faz 1 ano que me sinto inútil, puta, boba etc.. Meu problema é o amor, só me machuca. Tudo começou há exatamente 1 ano e 9 meses, me apaixonei pelo motorista de ônibus que passava perto de onde eu estudava, ele sempre me encarava me retrovisor...Um dia teve um evento na escola em que eu estudava e eu fui falar com ele para perguntar horário e daí começamos a conversar e ficar cada vez mais próximos, o tempo foi passando e eu queria algo a mais, porém nunca comentei nada, uns 6 meses depois eu descobri que ela tinha esposa, quando eu descobri foi um "choque" tão grande e eu chorei muito, mas muito mesmo...Depois disso nunca mais fui a mesma, eu fui me encontrar com ele depois de 1 semana, perguntei a ele sobre sua esposa e ele tentou se explicar de todas ás formas, disse várias coisas fofas, conseguiu me manipular, e eu desculpei ele... Ele me pediu em namoro e eu aceitei, ele era muito ciumento comigo, eu não podia falar de outros meninos, elogiar, conversar com outros meninos que ele já mandava eu me respeitar falava que isso era coisa de puta, várias coisas do gênero e cada vez eu me sentia mal, sufocada por não poder contar dele pros meus amigos/família e magoada por ele querer me controlar e me esconder de quase todos, mas eu não conseguia me afastar dele, sempre que tentava dava errado e eu voltava para ele. Quando foi um tempo depois ele trocou de linha e eu não encontrei mais ele, conversávamos apenas por mensagem, um dia a mulher dele me ligou várias vezes de madrugada e várias mensagens me xingando de tudo que é nome, eu me senti muito pior do que eu já estava, ela me contou que ele disse que eu era só uma rapariga dele, depois ele tentou se explicar para mim e reclamou que eu mandei os print da minha conversa com ele para ela, acreditei nele mais uma vez e lá vou eu de novo, mas para o alivio de algumas pessoas e meu também, eu não fiquei com ele consegui ver a burrice que eu estava fazendo. Com o tempo fui me recuperando, passou 2 meses e eu ainda amava ele, tentei outros caras, mas não rolava. Eu comecei a esquecer ele depois de ter conhecido um menino da barbearia aqui perto onde moro, faz um tempinho que eu conheço ele, mas só tínhamos conversado quando fui cortar o cabelo lá. Começamos a ficar próximos e aí nós ficamos, mas foi muito rápido, ele queria me encontrar na casa dele, mas enrolei ele e nem fui... Quando foi na outra semana, eu desconfiei que ele tinha namorada pq ele se preocupava dms com as pessoas que iria me ver, então eu ignorei esse fato e fui lá para barbearia perguntar se ele tinha namorada, mas quando cheguei lá, perdi a coragem de perguntar, então ficamos dnv no banheiro, ele queria algo a mais, mas não facilitei para ele, depois quando já estava perto das 19hrs, fui embora cheguei em casa e fui pesquisar o instagram dele, e tinha lá na bio dele o @ dela e essa menina eu vi ela pessoalmente uma vez quando fui lá, na hora que vi eu fiquei chocada não acreditei que estava acontecendo tudo dnv, eu entrei em desespero e chorei muitoo, eu acho que eu gosto dele, mas vou tentar de tudo para não cair no papinho dele.. Eu estou tão magoada, pq sempre são pessoas que já estão em relacionamentos? Pq todos os homens só tem segundas intenções comigo? Eu não aguento mais... Pode parecer drama, mas isso me machuca muito e me faz muito mal, eu sou bastante ansiosa e emotiva, acho que isso pode me levar para uma depressão...
submitted by amyciax to desabafos [link] [comments]


2020.09.15 22:24 keeponwalk1ng Sou homem, tenho 25 anos e sou virgem

Sempre fui muito, muito fechado até meus 18 anos. Até essa idade eu só tinha beijado na boca duas vezes, sendo a primeira aos 15. Quando completei 18 anos, mudei da água pro vinho e comecei a ter amigos, a sair, etc, e apesar de eu ser feio, algumas meninas bem bonitas se interessavam em mim e eu nunca ficava com elas por alguns motivos: 1) por serem muito bonitas pra mim, 2) por terem bem mais experiência que eu e 3) pelo risco de contarem pros meus amigos que eu não sabia transar. Nosso círculo de amizade era grande, então a fofoca rolava solta. Sempre que um amigo ficava com alguém, ouvíamos dos dois lados os detalhes da ficada. Então não era achismo meu. Com certeza alguém comentaria como foi, e se minha inexperiência ficasse óbvia (que acredito que ficaria), acabou pra mim. Por puro acaso, conheci uma garota de uma cidade a 3h da minha, e nos apaixonamos. Mas ela tinha 17 anos e eu 18, então eu tinha medo de irmos no motel e pedirem a identidade dela. É uma coisa boba, mas foi o que impediu que fossemos. Então namoramos 6 meses só beijando na boca mesmo. Terminado esse namoro, eu já com 19 anos, acabei entrando pra igreja e comecei a namorar 1 ano depois. Todo mundo sabe que, em tese, na igreja só transa depois do casamento. Eu e minha namorada realmente acreditávamos na religião, então nunca transando durante nosso namoro. O problema é que nosso namoro durou 5 anos. Terminamos há 6 meses por motivos à parte, íamos nos casar nesse ano mas o relacionamento não estava bom. Agora eu tenho 25 anos e sou virgem. Saí da igreja há 3 anos já, mas não ia pra festas porque preferia ficar com a namorada. Agora solteiro, até conheço umas garotas que ficam a fim de mim, mas eu me autosaboto e não transo pelo mesmo motivo da inexperiência. Eu já fui em um puteiro pra resolver esse problema de uma vez, mas broxei hahaha. Passei 1h conversando com a mulher várias coisas aleatórias e depois fui embora. Desde então eu estou tão encanado com isso que nem vontade de transar eu sinto mais, sendo que quando eu namorava o negócio era doido, tinha muita vontade todo dia. Hoje passo semanas sem nem vontade. Eu tinha 4 contatinhos, mas todas desistem de mim porque mostram interesse, mas eu sumo. Não chamo mais pra sair, não chamo pro motel (mesmo recebendo indiretas bem diretas). A insegurança é foda e não vejo solução. Lembrando que essas não são garotas que são apaixonadas por mim, elas só querem algo casual. São o tipo de meninas que se o sexo for ruim (e acho que vai ser), vai me bloquear de tudo e postar no Twitter alguma indireta sobre isso. Eu comecei a namorar aquelas duas garotas porque achei que elas teriam mais compreensão, e as duas realmente teriam, mas nunca chegamos nesse ponto e agora não tenho nem ânimo de arranjar uma nova namorada que vá ser compreensiva. Nem sei se existe, com minha faixa de idade. Enfim, só quis desabafar.
submitted by keeponwalk1ng to desabafos [link] [comments]


2020.09.14 13:44 JustCallMeLyraM8 GT DA BROTHERAGEM

GT DA BROTHERAGEM
/cc/
>eu tenho um amigo bem próximo
>amigo não
>ele é tipo um irmão
>amo aquele filho da puta
>vamos chamar ele de Maicão
>nos conhecemos no jardim da infância
>dividíamos o todynho e o biscoito passatempo no recreio
>bolachaéocaraio.mp3
>estudamos na mesma turma até a quinta série quando os pais dele se mudaram pra longe da escola
>ele continuava morando na mesma cidade, mas tava numa escola diferente
>ainda assim nos víamos todos os fins de semana
>nossas famílias se tornaram amigas também
>tudo era um mar de rosas até o final de 2004
>ano 2005
>entra uma aluna nova na minha turma
>o nome dela era Thais
>lembro como se fosse ontem do momento em que ela entrou na sala
>tudo parecia ter ficado em câmera lenta
>o sol batia nela
>o ventilador soprou seus cabelos
>ela marchava como uma égua manga larga do trote formoso
>paudureci naquele exato momento
>o foda é que eu tava em pé naquela hora e a primeira aula era de educação física
>short.gif
>todo mundo da sala começa a rir de mim e a gritar
>me chamaram de pau retrátil porque foi só a menina aparecer que ele subiu
>morri de vergonha naquela hora
>sentei na cadeira e pus a mochila no meu colo
>eu só queria sumir
>até a professora riu
>mas a Thais não
>ela sentou atrás de mim e disse pra eu não ligar pra eles e que eu ficava lindo com vergonha
>caraio vei não pude acreditar
>eu era tão tímido que pedi pra ir no banheiro na mesma hora e fiquei trancado lá até a hora do recreio
>quando o recreio chegou eu pus o dedo na goela na frente da sala dos professores
>acho que vomitei até meu intestino naquela hora
>comecei a dizer que tava passando mal
>os professores me liberaram da escola e fui pra casa mais cedo
>chego em casa e passo a tarde toda tendo fantasias masturbatórias com a Thais
>eu era tão beta quanto aqueles peixes de briga
>quando a noite chega eu corro pra casa do Maicão
>conto tudo pra ele feliz da vida
>Maicão fica feliz por mim
>brodagem.rar
>segue o jogo
>durante o resto do ano eu iria me aproximar cada vez mais da Thais e me afastar cada vez do Maicão
>ele dizia que ela tava me afastando dele mas eu discordava
>dizia que era coisa da cabeça dele
>o tempo passa
>a Thais é promovida à pitanguinha e a distância entre mim e meu brother ia aumentando cada vez mais
>um dia briguei feio com o Maicão quando ele disse que ela tava cmg só por conta do meu dinheiro
>eu não era rico, mas da escola eu era o mais bem de vida
>meu pai era o único que não tava preso e não trabalhava com drogas
>minha mãe não trabalhava na zona
>zoas ela trabalhava sim
>ela agenciava a tua mãe, aquela puta boqueteira
>zoas de novo, minha mãe era artista plástica
>um dia eu acabo falando pra Thais que o Maicão tava se sentindo escanteado
>ela começa a me dizer que era inveja do nosso relacionamento e que ele só queria nos separar
>acabo dando ouvidos a ela e brigando feio com ele
>putaquepariuqueburrice
>nunca devia ter dado ouvidos à ela
>foco no gt
>paro de falar com o Maicão e cada vez mais me entrego pra a Thais
>toda semana era cinema
>lanche na Mc Donald’s
>roupa na Marisa
>minha mesada começou a ser exclusivamente dela
>um belo dia recebo uma mensagem do Maicão dizendo que a Thais tava me traindo
>respondi mandando ele tomar no cu
>ja faziam uns 5 meses que eu não falava com ele e do nothing ele vinha com um papo desses
>ele disse que eu devia ficar atento aos sinais
>não dou a foda pro que ele diz e continuo o namoro
>na semana seguinte vejo ela com uma marca roxa no pescoço
>ela diz que tinha caído da escada
>eu disse que acreditei mas fiquei desconfiado
>nada me tirava da cabeça oq o Maicão tinha me dito
>procuro ele e conto oq aconteceu
>diferente de mim ele não era um filho da puta
>Maicão me ove e depois me conta tudo que sabia
>a Thais tinha vindo da escola em que ele estudava
>ela era conhecida como viúva negra na escola
>ela se prendia à um macho e sugava tudo dele até ele não ter mais nada
>sim, ela tmb sugava o pau
>não, ela não tinha sugado o meu ainda
>Maicão continua a história dizendo que tinha visto ela saindo da casa de um carinha que morava no mesmo bairro dele
>até aí não vi nada demais
>mas ele me disse que ela tinha dado um beijo na boca do cara na saída e quando virou de costas o cara deu um tapa na bunda dela
>ÉOQ?!
>aquela vadia não tinha nem sequer me deixado pegar na bunda dela ainda
>dizia que era só depois do casamento
>eu era beta betoso full +15
>ela me levava pra igreja todo domingo
>acreditava nela sem questionar
>caio no choro e o Maicão me consolou
>disse que eu não tava sendo um bom amigo mas que ele nunca deixou de me ter como irmão
>bolamos desmascarar ela juntos
>ela ia pra casa dele toda sexta de noite
>realizo que era a hora que a mãe dela saía de casa pra ir pro culto de oração da igreja
>caraio_como_sou_burro.jpeg
>chifre.rar
>no dia seguinte falo com a Thais como se nada tivesse acontecido
>ela diz que me ama
>digo que amo ela tmb
>caraio, eu queria matar ela ali naquela hora
>mas amava aquela desgraçada
>feelsbad.png
>sexta feira
>19h
>tava com o Maicão escondido na rua da casa dela
>avistamos a mãe dela saindo de casa
>corremos pra mãe e contamos a história
>mãe não acredita, mas topa ir com agnt até a casa do talarico
>19:30h
>Thais sai de casa com um short enfiado no cu
>pqp pra quê enfiar tanto ssaporra?
>tava tão fundo que ela devia ta sentindo do gosto dele
>seguimos ela de longe
>a vadia entra na casa do moleque
>nessa hora a mãe dela já queria matar ela, mas eu fiz ela esperar
>entrei dando um chutão na porta da frente
>queria pegar ela com a boca na botija
>e consegui
>infelizmente a botija em questão era a rola do cara
>ela tava engolindo o pau daquele moleque com uma facilidade absurda
>nem sua mãe consegue engolir minha piroca tão fácil
>foco no gt
>Thais leva um susto tão grande na hora que morde o pau do cara
>num ato reflexo por conta da dor o cara da um murro na cara de Thais
>ela cai no chão
>a mãe dela comeca a bater nela com uma havaianas e depois começa a arrastar ela pelos cabelos pra fora de casa
>a Thais é arrastada pela rua até chegar em casa
>racho o bico com a cena como mil hienas comemorando a morte do Mufasa
>peço perdão pro Maicão pela cagada que fiz
>Maicão diz que fui um idiota, mas que era o irmão dele e que nada iria nos separar
>dois dias depois Thais chega na escola toda roxa
>tinha apanhado tanto que o conselho tutelar tirou a guarda dela da mãe
>ela chega perto e diz que quer falar CMG
>ignoro
>ela me puxa pelo braço, olha no meu olho e diz:
>como vc descobriu?
>digo que o Maicão me contou tudo
>ela diz que vai pra um orfanato hoje. Só foi na escola buscar sua transferência.
>Kkkkkjkkjjjk
>ela diz que eu posso rir agora, mas quem ri por último ri melhor. Disse também que nunca iria esquecer aquilo e que o Maicão iria pagar por ser x9
>puxo meu braço, dou as costas e vou embora
>ano 2016
>terminei a escola e faço faculdade
>Maicão faz o mesmo curso que eu e estudamos na mesma turma novamente
>full brothers +15
>desde o episódio com a Thais nunca mais tínhamos brigado
>trabalhávamos, tínhamos nossa independência
>tudo ia bem até recebermos o convite para uma festa que rolaria naquela noite
>eu e o Maicão dividiamos o apartamento agora
>o convite veio por baixo da porta dentro de um envelope
>open_bar.jpeg
>o envelope vinha com 2 pulseiras
>as pulseiras davam acesso à área vip da festa onde rolaria os alcoolismo
>ficamos relutante por um momento até abrirmos a carta
>a carta tava endereçada à mim e ao Maicão
>era uma letra de mulher
>não tinha muita informação só dizia que não deviamos perder a festa por nada e que lá tudo seria explicado
>não tinhamos nada à fazer então topamos
>22h
>party.time.jpeg
>logo de cara fomos recebidos por duas loiras peitudas que estavam de camisa branca
>ambas estavam dançando na entrada da festa enquanto se molhavam com uma mangueira
>séélococuzão.rar
>a festa tinha uma proporção de 4 depósitos para cada homem
>a cada dois homens, um era gay
>era tipo o plenário da câmara dos deputados só que ao contrário
>quando entramos no salão principal todo mundo virou pra a gente
>tipo aquela cena do universidade monstro
>as depósitos cochichavam entre elas
>pensamos que tinha algo errado conosco mas a vdd é que éramos os caras mais lindos dali
>na vdd nem éramos isso tudo, mas tínhamos rola e éramos heterossexuais
>feelsalpha.png
>fomos andando até a área vip
>a decoração da festa era cheia de fotos de uma depósito
>era uma ruiva 10/10
>a festa devia ser dela
>tive a impressão que ja tinha visto ela em algum lugar
>áreavip.gif
>a área vip era lotada de bebidas
>não tinha uma depósito abaixo de 8/10
>no buffet tinha camarão e lagosta
>mano do céu era a festa mais foda que eu ja tinha ido
>quando olho pro lado ta o Maicão atracado com uma mina
>dois minutos depois a mina larga ele e agarra outra mina
>ÉOQ?!
>aquilo tava parecendo um bacanal grego
>uma coisa no entanto me incomodava
>quem teria nos convidado?
>avisto a anfitriã da festa, aquela ruiva 10/10
>ela se aproxima de mim lentamente
>mano do céu, paudureci na hora
>só conseguia imaginar eu enfiando o pau tão fundo nela que quando eu terminasse ia ta na camada do pré-sal
>a calça aperta e ela percebe que estou preparado para o abate
>fico sem graça e tento disfarçar
>ela vem por trás de mim, ri e diz que eu fico lindo com vergonha
>gelei na hora
>caraio, era a Thais - pensei
>pergunto se ela era a Thais
>ela ri e me chama de idiota.
>diz que seu nome é Raquel
>caraio, ela nao tinha nada a ver com a Thais
>errei feio, errei rude
>pensei que tivesse estragado minha chance
>raciocinando com a destreza de um crackudo na fissura e digo:
>é porque thaislinda com essa roupa
>ela ri, eu rio, segue o jogo
>nessas horas eu nem sabia mais que existia um Maicão
>só pensava em mergulhar naquelas tetas magníficas
>na boa, se ela fosse minha mãe eu mamaria até hj
>quando olho pro lado o Maicão tava agarrado com duas ao mesmo tempo
>bodyshot.gif
>caraio o Maicão tava levando uma surra de peito na cara enquanto bebia e eu no 0x0
>me aproximo da ruiva já na maldade
>ela chega do meu lado
>põe a mão no meu ombro e fala na minha orelha direita:
>quem é esse teu amigo?
>poooooooooooorra.mp3
>o moleque ja tinha catado duas e agora ia catar a ruiva
>tive vontade de mandar ela se fuder, mas ele era meu brother, não podia prejudicar ele
>nenhuma depósito ficaria entre nós
>não deu nem 10 minutos do momento que disse o nome dele pra ela e ela ja tava agarrada nele
>a ruiva chupava a língua dele como se fosse o último picolé do verão
>avisto uma depósito 9/10 dançando sozinha
>penso em me aproximar, mas antes que eu chegue a ruiva puxa ela e põe na roda com o Maicão
>ja não entendia mais nada
>eu sempre pegava as depósitos +/10 do que ele e agora ele tava numa orgia de bocas e eu sem nada
>começo a beber
>realizo que ta na hora de baixar as expectativas
>avisto uma ananzinha 5/5 escorada no balcão
>me aproximo dela e pergunto se o pai dela era padeiro
>ela pergunta se era pq ela era um sonho
>eu digo que era pq eu queria comer a rosca dela
>sério que anã rabuda do carai
>a anã me dá um tapão e sai de perto
>vsf que festa merda do carai
>comecei a beber descontroladamente pra compensar a frustração
>dou em cima da garçonete
>a garçonete era uma trans
>ela me esnoba e vai embora
>vômito.rar
>caraio nem a mulher com rola me quis
>decido que hoje não é meu dia e que ta na hora de voltar pra casa
>procuro o Maicão pra ir embora cmg
>vejo ele entrando no carro com duas 1,5 depósitos
>pensei que ele tivesse indo pra um motel ou algo do tipo
>ele tava de mãos dadas com a ruiva e com a anã 5/5
>a ruiva olha pra mim, da uma risada e depois um xauzinho
>caraio que raiva daquela ruiva
>me esnobou e agora vai dar pro meu brother
>faço sinal pro Maicão que vou embora
>ele grita “Oklahoma”
>era nosso sinal secreto
>significava que ele ia realizar o ato de socação intra uterina e que eu não deveria incomoda-lo
>entendo o recado, dou meia volta e volto pra casa
>chegando em casa
>tudo girava por conta do álcool
>brinco um pouco com o o Visconde de Sabugosa até ele cuspir
>durmo
>no dia seguinte acordo com dor de cabeça, deitado no sofá
>percebo que tinham 537272717 chamadas não atendidas no meu celular
>todas do Maicão
>imagino todas as desgraças do mundo
>comeco a ligar de volta mas ele nao atende
>recebo uma ligação de um número desconhecido no meu celular
>é uma mulher
>ela ria descontroladamente
>disse que estava na festa o tempo todo me observando
>pergunta se a noite foi boa e se eu peguei alguém
>mando ela tomar no cu e digo que peguei a mãe dela
>ela racha o bico e diz que é impossível pq a mãe dela foi a primeira a pagar oq devia
>gelei na hora
>reconheci a voz
>era a Thais
>ela começa a contar seu plano do mal
>diz que foi parar num orfanato depois daquele episódio
>que apanhou muito da família onde foi parar mas a família era podre de rica
>a família produzia festas tipo o tomorrowland
>viajaram pra fora do país e levaram ela junto
>disse que por muito tempo quis se vingar mas a família não dava a foda
>dois meses atrás a família tinha morrido num acidente de carro e ela ficou como única herdeira
>ela pôs como meta de vida concluir a vingança que passou anos arquitetando
>disse que a festa foi planejada por ela
>que todas as depósitos da área vip foram contratadas por ela baseadas no meu tipo de mulher
>pergunta como me senti não pegando ngm e vendo o meu “amiguinho” catando todas
>respondo que a vingança dela era uma merda e que tava feliz pelo meu brother
>ela racha o bico e diz que a vingança dela não era me deixar sem pegar ngm
>ela queria se vingar dele por ele ter dedurado ela
>pergunto qual vingança há em encher a rola dele de depósito
>você verá - ela me disse
>desligo o espertofone e percebo que chegou uma mensagem do Maicão no oqueapp
>faz uma semana que o Maicão toma mais coquetel que o Amaury Jr.
pica relatada da mensagem
https://preview.redd.it/9o5g9y8ep3n51.jpg?width=1080&format=pjpg&auto=webp&s=3dbefd7c59d10e7b40b9168ddac79176762f8591
submitted by JustCallMeLyraM8 to gtsdezbarradez [link] [comments]


2020.09.11 18:39 Enscie Garotas mais novas estão se atraindo por mim

Opa pessoal, eu tenho 24 anos, mas não aparento... Não sou virgem e tal...
Ultimamente tenho notado que garotas mais novas no meu bairro, entre 14 e 18(apenas uma) tem se atraído por mim... (Vejo olhares, os moles, abertura para conversa, ai pergunto idade e vaso... kkk)
Mas eu me sinto desconfortável com moças mais novas, sei que após 16 pode rolar namoro se os pais permitir e sexo se ela consentir... Mas me senti quebrando uma lei ou violando a menina se for menor, sendo sincero me sinto melhor se tem mais de 21, fico mais tranquilo. Mas talvez oq sempre me relacionei com gente mais velha, minha Ex 26, e antes dela mulheres de 27, 38 e 40 anos.. E não sei se namorar uma jovem de 16 ou 17 seria legal mano... E nem sei os gostos e tal.. me sinto perdido... o que vcs podem dizer sobre isso?
Eu quero namoro sério, fidelidade e querer estar comprometido com o crescimento mutuo...
submitted by Enscie to desabafos [link] [comments]


2020.09.11 16:54 SucoTostado Trauma de relacionamentos com pessoas de mente aberta

Seguinte,eu me considero uma pessoa muito mente aberta e livre de preconceitos,consequentemente eu tbm me relaciono amorosamente com meninas assim(sou homem)...nos meus 2 únicos namoro aconteceu o seguinte,ambas as namoradas queriam fazer "suruba",e eu não aceitei pq eu me sentiria traido,e elas questionavam pq eu sou assim "aí 2 mulheres é melhor pra vc" "mas como vc não gosta",mas no fim isso nunca aconteceu,tem também a questão de que elas queriam postar fotos sensuais e semi nuas na internet,que msm não tendo lógica eu ficaria triste se elas fizessem isso pois eu me sentiria insuficiente e traido...eu me sinto um merda pq cara...eu respeito isso,tô nem aí se a pessoa é poligamia ou gosta da liberdade sexual,só que pra um relacionemto eu não procuro isso,porém todas as mulheres com quem eu me atraio são assim,isso me impede de chegar nelas,pois sempre tenho gatilhos e eu acabo me isolando no final e me perguntando "quem sou eu" "será que eu sou o errado" "será que eu sou o escroto". Término isso dizendo o seguinte "É uma tragédia um romântico viver sem um verdadeiro romance,atualmente só estou vivendo de prazeres carnais e sensoriais que me distanciam mais ainda das pessoas"
submitted by SucoTostado to desabafos [link] [comments]


2020.09.09 22:37 TiaSayu Fui babaca por humilhar minha mãe depois dela ter contado o noivado surpresa que meu namorado preparou?

Yo Mina, Daijobu deska? ♥
Hoje vou contar mais uma desgraça da minha vida e tentar rir com ela pq realmente, tá complicado...
Vim aqui desabafar uma coisa que anda me machucando a cada minuto que passa. Minha mãe sempre foi uma pessoa difícil de lidar... O temperamento dela nunca se deu bem com o meu, e isso já causou muitas brigas e discussões entre nós duas. Uma vez já postei aqui uma outra situação entre nós duas (Acho improvável que alguém se lembre, estava em outra conta na época, mas tentarei repostar para quem queira ler.)
Enfim, sem mais delongas, vamos direto ao desabafo... Semana que vem será meu aniversario de namoro (12/09) vamos completar dois anos de namoro e tudo corria bem. Estávamos preparando nossos presentes e eu estava ansiosa por mais um Level up na relação. Lutamos muito para seguir com esse relacionamento fantástico, e dou graças a Deus por tudo ter dado certo. Somos felizes e tratamos um ao outro com muito respeito e carinho, e não deixamos de ser melhores amigos mesmo na relação de namorados (Não acredito nesse lance de ''há diferença entre amigos e namorados'' é muito melhor ser os dois em vez de escolher apenas um) Enfim, vamos direto ao ponto.
Minha mãe hoje (09/09/2020) veio até mim e me pergunta ''Você e o Carls (Não vou expor) Vão ser noivos?'' A reação que eu tive foi de choque e surpresa, meu pai e minha irmã tiveram a mesma reação e tudo ficou em um silêncio desconfortável.
Logo eu perguntei, incrédula: ''Ele vai pedir minha mão?..''
Depois disso minha mãe arregalou os olhos assustada, vendo que eu não sabia de nada sobre os planos dele. Eu, logicamente, me emocionei e desabei a chorar. Minha mãe, doce como sempre, disse: ''Pare de chorar e controle-se. Larga de ser tonta e pare de chorar'' Além de outros comentários calorosos para o consolo de minha pessoa. Nisto, meu pai interveio e falou: ''Você tinha que abrir a boca? Você achou mesmo que ela soubesse disso?'' e foi assim que tudo explodiu... Minha mãe estava sendo fria como sempre, ela nunca se importou com coisas que feriam meu emocional e psicológico, tudo na visão dela era ''banal'' e ''frescura'' e eu me cansei disso. Minha reação foi imediata e refutei ela de varias maneiras e isso se tornou uma briga feia. Ainda mantive minha educação, mas fui bem sincera e ela não gostou disso (Por que né, a verdade dói) e ela começou a envolver minha sogra e meu namorado, humilhando os dois para ver se conseguia ganhar nos argumentos que eu lançava. (Um detalhe importante... Quando eu estou prestes a discutir com alguém, sou bem linguaruda e irônica demais, isso de certo irrita qualquer um. Mas em nenhum momento a ofendi e nem disse nenhum palavrão, apenas disse algumas verdades que ela não gostou. Obviamente)
Como sempre ela apelou na presença do meu pai e se fez de coitada, saindo da discussão como vitima de uma filha má. Meu pai pediu educadamente para eu pedir desculpas, já que ''peguei pesado com ela''. Me neguei até o momento e não estou disposta a mudar de ideia só por que ela é minha mãe.
Não foi a primeira vez que ela estraga um prazer meu com sua frieza. Ela já errou comigo varias vezes e fui compreensiva em perdoar. Já eu, quando erro, só falta ser exposta para meio mundo e ser humilhada na frente de quem for; O que ela diz e faz, não é exagero na visão das outras pessoas (O que eu acho doentio de certa forma, por que não deixa de ser uma atitude toxica)... Ela pode destruir minha auto-estima e isso não costuma ser exagero por que né, ela é minha mãe e tals.
Na minha opinião não acho isso. Só por que é mãe ou pai não significa que eles tem o Direito total de fazerem exatamente o que querem ou falar o que querem e quando querem, e a criança/adolescente tem que aceitar e pronto. Eu posso ter sido errada em ser grossa e etc, mas eu realmente fiquei chateada pelo o que aconteceu e creio que toda menina (Pelo menos quase todas) teriam essa reação diante de uma resposta tão fria em um momento considerado especial na vida de uma mulhecasal. Meu namorado confiou nela para não contar e ela me faz isso? Além de ter sido um erro grave e um desrespeito com a nossa relação, ela ainda quis se justificar com frieza e grosseria? Eu realmente não deixaria isso barato e foi o que eu fiz.
Então... Fui babaca em fazer isso com ela?
submitted by TiaSayu to desabafos [link] [comments]


2020.08.31 05:18 _powerguido_ Senta que lá vem história

Ficamos juntos por 5 anos. E não foram 5 anos fáceis - minha ex namorada teve problemas que eu não sabia como ajudar. Ela era literalmente stalkeada por um ex colega de classe que simplesmente se apaixonou por ela e passou mais de dois anos perseguindo ela no trabalho, no mestrado, na academia. Chegou a conspirar com colegas da faculdade pra saber onde ela estava, quem eram as pessoas próximas dela. Tentou rapta-la, mais de uma vez. Subornou familiares para ficarem do lado dele. Pra ela, ele era só um cara que não sabia expressar os sentimentos bem. Se ele parou? Não. Mas reduziu a agressividade consideravelmente e hoje em dia se limita à "só" mandar um buquê de rosas no aniversário dela.
O cara já estava tão enraizado na vida dela antes de eu aparecer, que eu simplesmente não consegui convencer nem mesmo a minha ex de que ele era um cara realmente transtornado. O terror que era esse cara na vida dela só serviu pra agravar ainda mais o caso grave de ansiedade que ela tem. Vocês sabem o que é ver uma crise de ansiedade pela primeira vez, sem nem entender o que estava acontecendo? Mas uma crise grave mesmo, de fazer a pessoa chorar por duas horas sem parar, de ficar arranhando o corpo todo com as unhas e viver com hematomas nos membros do corpo por causa disso. E isso começou a ficar constante... uma hora eram uns arranhados no rosto, depois nas pernas. Até o dia em que eu fui ver ela e os dois antebraços estavam quase em carne viva.
E o pior, é que eu quase nem me lembro mais dessa época. Foi muito intenso e me afetou negativamente por muito tempo. Eu conseguia entender que um babaca machista se via no direito de perseguir uma mulher só porque ela não queria namorar com ele - mas meu deus do céu, eu com certeza não conseguia entender como ela mesma não via o quanto ela precisava de uma ajuda profissional por causa da influência negativa desse cara na vida dela (e por vários outros motivos que não valem nem a pena serem citados). Ela me usava como substituto pra tudo que ela não tinha na vida dela - um pai, um irmão, um psicólogo, um amigo. E eu me deixei levar, porque era ingênuo. Porque era meu primeiro namoro. Porque eu achava que eu podia consertar isso. "Depois das primeiras sessões no psicólogo ela vai perceber que esta fazendo bem pra ela", eu dizia pra mim mesmo. Passamos em tantos psicólogos, psiquiatras, gurus. Fizemos academia juntos, eu praticamente morava com ela e não ficava mais com minha família. Eu achava que eu podia dar um jeito na vida daquela menina.
E sinceramente? Eu podia mesmo. Eu não acho que falei alguma coisa errada pra ela em todo o tempo que estávamos juntos. Mas ela nunca me ouvia. E se ela ouvisse, talvez ela tivesse passado por essas situações com mais facilidade, nosso relacionamento teria tomado outros rumos e nós ainda estaríamos juntos. Mas não estamos, e quem está perdendo com isso é ela, porque ela não me superou com certeza. Ela mesma me fala isso.
Eu não acho que eu era um namorado incrível e maravilhoso. Eu nunca tive um carro pra conseguir dar um rolê com ela. Com meu dinheiro mal dava pra gente ir no cinema uma vez por mês. Mas cara, eu me esforçava tanto, tanto mesmo. Lembro que eu um dos dias dos namorados eu quase varei a noite fazendo uma carta à mão de umas 10 páginas, tinha vários desenhos coloridos, poemas apaixonados e promessas de amor. Ela achou ok. Gostou mais do bicho de pelúcia que eu também dei, que custou 10 reais e que claramente não tinha nenhum valor sentimental pra mim. É muito difícil lidar com um cara que persegue sua namorada, mas acho que é mais difícil quando sua própria namorada não dá valor pra como você expressa seu amor por ela.
Mas você leitor deve estar pensando "Mas você disse isso pra ela?" E a resposta é sim. Eu sempre fui sincero com ela, se algo me chateava, eu dizia. Nada do que eu estou escrevendo aqui é algum segredo pra ela. E eu achava que ela ia trabalhar essas informações pra criar um relacionamento mais confortável pra mim e pra ela. Mas ela escolheu ignorar.
Mas o motivo de eu estar escrevendo tudo isso mesmo na verdade é outro. A gente terminou, mas foi razoavelmente tranquilo e decidimos continuar nos falando. Nós dois somos adultos, não é porque discordamos de alguns pontos que precisamos deixar de apreciar a companhia um do outro pra todo o sempre.
E é aqui que sou obrigado a voltar pro começo do nosso namoro. Porque apesar de termos iniciado o namoro cada um com mais de 30 anos, perdemos a virgindade juntos. Crescemos sexualmente juntos. Aprendemos tanto juntos! Eu mais ainda, visto que era meu primeiro namoro. E eu reclamei muito aqui da minha ex (e ela realmente tem os defeitos muito marcantes dela), mas eu também preciso admitir que ela em muitos momentos foi tão minha parceira, minha confidente, minha amada. Eu passei calado por todas as situações que eu já descrevi aqui e muitas outras tão ruins quanto porque, no fundo mesmo, pra mim estava valendo a pena. A gente tinha intimidade, apesar da dificuldade extrema dela de se abrir pra mim. Eu estava sacrificando meu bem estar mental e físico para sustentar o nosso relacionamento.
Tanto que só perto do final do nosso relacionamento que ela assumiu pra mim a atração por outras mulheres. Eu entendo ela, tem gente que não reage bem à isso. Eu tenho certeza que a família dela não reagiria nada bem. Entendo que era um segredo que ela queria deixar só pra ela, e que mesmo com toda a intimidade sexual que a gente tinha, ela também tem o direito de manter coisas só pra ela. É justo.
Só que eu não fiquei com raiva, nem com medo de ela querer me trocar por uma mulher, nem tive essa ideia fetichizada de transar com duas mulheres ao mesmo tempo. Eu sou um cara hétero, mas eu acho o amor lésbico de uma sensibilidade e de uma beleza inexplicável. Eu sempre me sinto mais seguro perto de mulheres, sempre me conecto mais com elas. Desde pequeno eu gosto da presença feminina. Então a ideia de duas mulheres partilhando um relacionamento, parece uma coisa quase mágica pra mim. E de novo, não é nada sexual nem fetichizado, eu realmente só acho muito bonito mesmo. Então qual foi minha reação quando descobri que minha ex tinha vontade de viver isso que eu acho tão incrível? Incentivei ela à correr atrás disso.
Mas é claro que ela, criada numa família extremamente católica, iria simplesmente sair atrás de uma guria do dia pra noite. Foram meses de conversa, de aceitação da parte dela também, de entender que ela não era uma aberração da natureza porque sentia atração pelo mesmo sexo (e também pelo sexo oposto). Nossos últimos meses juntos foram repletos de muitas conversas relacionadas ao mundo LGBT+ e afins. Acho que nós dois também já sabíamos que as coisas não estavam mais super bem entre nós, e que era questão de tempo até a gente se separar. Nosso relacionamento estava bem desgastado mesmo. É estranho porque a gente consegue ser extremamente forte pra parceira quando ela precisa ir correndo pro hospital, ou tem uma crise de pânico, ou não se sente segura na rua e precisa que você pare o seu dia para fazer companhia à ela - mas parece perder a motivação quando essas situações se normalizam e você percebe que talvez aquela pessoa simplesmente não tem a proatividade de te mandar uma mensagem perguntando "como foi seu dia", e de alguma forma sempre está online no whatspp. Sim, nosso relacionamento acabou. E foi bom ter acabado. Eu precisava desse término, muito mais do que eu precisava de uma namorada.
Mas também é muito bom saber que aquela pessoa por quem você passou anos cultivando um sentimento também está vivendo a vida dela. É bom saber que dá pra gente marcar um dia pra devolver as roupas dela que ficaram aqui em casa, sem drama, sem dor de cabeça. Ela foi muito madura no término, eu também. De certa forma nosso namoro acabou, mas continuou como uma amizade - bem menos intensa, bem menos problemática, bem mais fácil de lidar. Mas também sem as partes boas, sem aquela sensação de que se está ajudando a pessoa. Mas é muito mais do que milhares de pessoas separadas têm hoje em dia. Não posso reclamar, eu tenho muita sorte.
Eu só queria mesmo poder partilhar com ela a experiência da descoberta homoafetiva dela. O que não vai acontecer, já que ela já deixou claro que não é obrigada a revelar nada da vida pessoal dela agora que nosso relacionamento terminou - e ela tem total razão nisso. Eu sei disso, eu concordo com isso, e ao mesmo tempo eu acho que ela está sendo tão injusta por me negar esse fato.
Eu sei que não justifica, mas eu me dediquei tanto ao nosso antigo relacionamento juntos. Tive que entender que eu não estava mais sozinho no mundo, eu tinha alguém pra dividir o mundo comigo. Eu tive que aprender a baixar minha guarda, contar o que me dava medo, me expor totalmente à alguém, me desconstruir inteiro. E isso é muito difícil pra mim. Eu sei que ela não me deve nada, e eu sei que eu sou um idiota por me apegar tanto à esse motivo tão besta. Mas isso é realmente importante pra mim. Tem uma coisa dentro de mim que é ansiosa em saber se minha ex está se sentindo acolhida por uma outra mulher, se teve uma boa primeira experiência. De novo, eu sei que soa muito trivial, mas é uma verdade tão grande dentro do meu coração que me faz querer chorar quando lembro que isso nunca vai acontecer.
E não tem nada que eu possa fazer a não ser aceitar. E é exatamente isso que eu venho tentado fazer, pelos últimos 6 meses.
submitted by _powerguido_ to desabafos [link] [comments]


2020.08.25 08:53 abacatecomfarofa Não consigo parar de pensar na minha cunhada!! Que droga! Ajudem!

Olá tenho 23 anos e namoro e namoro a 7 anos com a minha namorada conheço ela a mais de 11 anos, ela é bonita, fitness,amável e etc...,e ela tem uma irmã que é extremamente mimada, vive dando patada em todo mundo é um tanto quanto egoísta, ela tem 18 anos e eu não sei pq eu não consigo tirar ela da cabeça, isso começou esse ano quando vi ela de cropet( é tipo um sutiã que parece uma faixa, me corrijam se eu estiver errado meninas ) e um shorts curro, visualmente falando ela faz o meu tipo de mulher completamente, ela é extremamente atraente pra mim por outro lado a personalidade dela é horrível, além disso eu amo minha namorada já passei por muitas tentações mas essa tá osso, fora que eu me sinto mal de desejar a irmã da minha namorada, eu queria muito só pensar nas pessoas pelo interior e não sentir desejo carnal por ela, mas simplesmente não consigo e olha que ela não me dá a mínima moral (grazadeus) eu tenho medo de um dia isso der merda, alguém pode me dar um conselho ?
submitted by abacatecomfarofa to desabafos [link] [comments]


2020.08.07 12:35 my-persona Meu plot twist de ontem e coração partido

Sou mulher, 23 anos e vou ser bem direta: Há 3 semanas terminei um namoro e há 2 comecei a gostar de uma menina do meu local de trabalho que aqui vou chamar de Luisa para fins de praticidade. Ela é MT gata, mas tem um jeito todo rebelde. Tipo daqueles jovens de twitter super problematizadores.
Nesta segunda-feira a gente ficou e continuamos ficando até ontem. Eu estava super apaixonadinha. Rolaram MTS carinhos, MT olho no olho.
Ontem, uma amiga minha (que vou chamar de Júlia) ficou brava cmg do nada, falando que todo mundo ia se ferrar se descobrissem que eu estava tendo um relacionamento com a Luísa. Júlia já sabia que eu estava ficando com a Luisa desde segunda.
Esta minha amiga Júlia teve um relacionamento de 5 anos com um cara e agr tá em outro com um outro cara há 2 anos.
Falei pra Luisa que minha amiga Júlia estava brava cmg e Luisa perdeu a cabeça, começou a falar de homofobia, etc etc. Tentei acalmar, falar que essa minha amiga já ficou brava sem motivo nenhum antes e dps ela volta a agir normalmente, de uma hora pra outra.
Luisa foi tirar satisfação com Julia e rolou treta. Uma falando pra outra se enxergar.
Dps disso Luisa me chama numa sala e me manda sentar numa cadeira. Começa a falar sobre como a minha amiga é manipuladora e que eu não sei o real motivo de ela estar tão brava cmg. Meu coração já parou aí.
Luisa falou que era por ciúmes. Beleza, aí eu pensei "Nossa, mas minha amiga deveria saber que eu nunca vou abandonar meus amigos por causa de um relacionamento". Mas o que eu ouvi depois foi a Luísa falando: "A Julia está com ciúmes pq eu fico com ela há 3 semanas. E fiquei com ela terça-feira na escada". Perdi o chão na hora.
Acordei apaixonadinha, fiquei abraçadinha, olhando olho no olho, falando coisas bonitinhas. Dps fiquei triste pq minhas amigas estavam bravas cmg e mais tarde descobri que a única amiga minha que namora (e namora um homem) estava ficando com a menina que eu tava gostando e não podia me falar nada pq ela não tava pronta pra sair do armário.
Às vezes me vem um sentimento de "tem algo de errado cmg pra msm dps de ficar cmg ela ter continuado com a minha amiga" ou "foi pq nosso beijo não encaixava", mas aí paro pra pensar na situação dessa minha amiga que foi jogada pra fora do armário e vejo que nessa história eu fui só coadjuvante. Meu coração ainda tá meio doendo, nunca tinha sentido isso. Mas sei que passa e tenho a responsabilidade de arcar com meus próprios sentimentos e devo amadurecer nas escolhas que faço, com quem e para quem eu quero me entregar.
Mas que ainda tem uma dorzinha no coração, tem.
Edit: podem dar conselhos para eu conseguir digerir melhor essa situação tá, galerinha? :')
submitted by my-persona to desabafos [link] [comments]


2020.08.07 03:05 Abacaxi7 Vou dar uma chance para uma garota, mas eu gosto de outra

Vou contar de forma resumida, sei que esses assuntos enchem a paciência. Eu ficava com uma garota, parei de ver ela há quase um ano. Na época eu não queria nada sério, e ela queria namoro sério. Aí o tempo passou. Vou ser completamente sincero com vcs, a falta de opção me fez procurar ela de novo. Chamei ela no whatsapp e voltamos a conversar. Apesar da magoa, ela está me tratando bem e vamos voltar a ficar. Não me julguem, só quero por isso pra fora. Eu não gosto dela, é uma moça muito boa e cheia de qualidades mas eu não sou apaixonado por ela. Mas só vejo ela como uma opção, não estou podendo escolher. E sinceramente já estou cansado de ser solteiro e quanto mais tempo passa, pior é para conhecer mulheres novas. A menina que eu gosto de verdade só me vê como amigo. Eu ficava na esperança de ela mudar de ideia, mas sei que isso não vai acontecer. Eu não quero viver numa ilusão, pra depois essa garota que eu gosto começar a namorar e eu ficar sozinho. Eu não sou uma pessoa ruim, não sou um homem lixo nem nada disso. Apenas estou cansado de ficar sozinho. Já que a pessoa que eu amo não me quer, eu tenho que seguir minha vida. Talvez o amor nasça com a convivência com essa menina que eu ficava.
submitted by Abacaxi7 to desabafos [link] [comments]